03
Jun
08

Desculpas, desculpas, e uns avisos à navegação

Não tenho escrito muito ultimamente, daí as desculpas: Ah, e tal, tenho tido muito trabalho (yeah, right!)… A verdade é que o acto criativo é por si só complicado, e essa energia quase que a gasto toda na Faculdade. Já o acto interpretativo, esse, está mais concentrado no canto que outra coisa. Sobra ainda o crítico, e para esse não me faltam coisinhas sumarentas “neste país” com que me entreter.

Adiante. No meu caso concreto, ter a vida preenchida não é desculpa, ainda para mais quando uma boa parte do meu tempo livre é passada aqui, e logo a ler artigos extremamente interessantes (bem sei que a noção de “interessante” não é universal, mas tenho a noção de que há um conjunto de temas mais englobantes, e de outros particularmente direccionados para nerds tipógrafos como eu que sejam atraídos pelo nome sugestivo do blog 😉 ) que bem podiam ser aqui referenciados e a partir dos quais eu (ou outros) poderia criar ideias novas e originais.

Dito isso, a minha estratégia vai ser um pouco uma cópia descarada e de inferior qualidade da do magnífico, soberbo, supremo John Gruber (autor do reconhecido Daring Fireball, blog que recomendo vivamente e que praticamente justifica aprender a dominar o inglês para aqueles que não consigam já); aliás, tenciono fazer referências em segunda mão à “linked list” dele, alguns comentários a esses artigos, e inclusivamente aos dele (obviamente que o sr. Gruber não é a minha única referência nem será a minha única fonte, dei apenas o exemplo dele por me parecer ser o mais paradigmático). Da mesma forma, vou tentar fazer o bonito uma vez por outra e publicar também algum material próprio. Sejamos realistas: dá muito menos trabalho gerir um blog assim… Posso manter o interesse dos leitores e das leitoras e partilhar as minhas démarches pelas avenidas, vielas e becos da Internet (não sou muito de andar em auto-estradas, como quem me conhece saberá bem e quem não me conhece ficará a saber 😉 ).

Daí o meu “aviso à navegação” (vulgo “disclaimer”, palavra que utilizo com uma frequência pouco saudável): não, o blog não está morto, mas a sua “vida” não tem necessariamente que ser estar hibernado e receber um post de proporções épicas a cada seis meses, nem que a alternativa passe por funcionar como um agregador de “cenas”, qual katamari pessoal aqui do je. 😛

Espero que gostem do novo formato, e boas guinadas por aí! 🙂

Johnny

Anúncios

1 Response to “Desculpas, desculpas, e uns avisos à navegação”


  1. Junho 11, 2008 às 8:16 am

    Faz pouco tempo que aqui estou e acabo de saber que o formato mudou.

    Deixe-me ver se foi para melhor…


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: